quinta-feira, 8 de abril de 2010

Brel

Às três horas da manhã do dia 8 de Abril nasce, em Bruxelas, na Avenida Diamont, 138, Jacques Romain Georges Brel, segundo filho de uma família francófona de origem flamenga.

A força dos textos das canções, quer o tema fosse o amor, em todas as suas formas, os locais que o marcavam, os excessos das touradas ou determinadas figuras como os burgueses, ou estas beatas, está sempre presente. A tristeza, a nostalgia, mas também a ironia, a mordacidade continuam a impressionar, a impressionar-me.

E a forma como as interpretava no palco, como um actor, que também era, não nos deixam indiferentes. Quanto a mim não é só no meu "perfil do blogger" que ele está. Regresso a ele tantas, mas tantas vezes...


4 comentários:

  1. On a vu souvent
    Rejaillir le feu
    De l'ancien volcan
    Qu'on croyait trop vieux

    ResponderEliminar
  2. Il est paraît-il
    Des terres brûlées
    Donnant plus de blé
    Qu'un meilleur avril

    ResponderEliminar