sexta-feira, 30 de março de 2012

Por vezes as palavras não fazem falta

Saíam do supermercado. Um ao lado do outro. Cada um transportava um saco. As mãos que ficavam mais perto vinham dadas. Apesar do penso, que certamente incomodava, a mão dele agarrava com força a dela. Caminhavam em silêncio com um ar grave. Tinham cerca de 80 anos. Não precisavam de falar para saber um do outro.

2 comentários:

  1. Que bonita história! Sem dúvida, olhar e ver dá outro gosto à vida. Para muito melhor :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E há pequenas coisas tão bonitas de se verem... :)

      Eliminar